Archive for Processo trabalhista

eSocial afeta também a gestão das empresas

Marcus Rogério, da Bramsys, participou da palestra sobre eSocial promovida pela Talent Group, e conta sobre a experiência. Veja mais:

70% das empresas nada fizeram sobre o eSocial

A maioria das empresas não se preparou para o eSocial. Saiba mais sobre as mudanças necessárias!

Riscos da CLT Flex

A contratação pela CLT Flex, onde parte do salário é pago como “benefícios”, traz mais riscos para as empresas. Segundo Antonio Palácios, do Grupo Palácios, contratar pela CLT Flex traz duas consequências apenas aparentes: economia para o empregador e uma remuneração líquida maior para o empregado. No entanto, os riscos que este modelo de contratação embute precisam ser considerados tanto pelas empresas quanto pelas pessoas que se sujeitam a ela. Veja mais no artigo de Palácios.
Link

Contratação como PJ

Os profissionais podem atuar como PJ. Mas se sua atuação evidencia vínculo empregatício, a empresa corre riscos. Saiba mais:

Contratação criativa

“Um dos fatores que empurram muitas empresas para a prática da contratação dita criativa é o excesso de tributos que encarece a contratação formal. No entanto, muitas ignoram que práticas como CLT Flex, PJ ou outras modalidades de contratação geram passivos trabalhistas que podem se tornar impagáveis em curto espaço de tempo.”

Veja mais na entrevista:

Link

 

Empregados PJ correm riscos

Segundo Antonio Carlos Palácios, os empregados que aceitam o cotrato PJ também correm riscos. Na maioria dos casos não é interessante para a Receira Federal “atacar” os empregados irregulares. Porém será cobrado o IR caso busque seus direitos na justiça. Veja mais na entrevista com o Sócio do Grupo Palácios.

CLT Full garante satisfação

A contratação pela CLT Full aumenta os gastos, porém garante a segurança da empresa, pois os empregados terão todos os seus direitos garantidos. Com férias, 13º salário, entre outros benefícios, os empregados tem uma maior satisfação de estar na empresa. Veja mais na entrevista com Antonio Carlos Palácios, Sócio do Grupo Palácios, contador e advogado.

Processos trabalhistas

Empresas grandes tendem a ser mais fiscalizadas, e com isso, mais chances de problemas trabalhistas. Mesmo assim, têm mais chances de superar o pagamento dos processos, caso perca, já que seu lucro é maior. Uma empresa pequena, sofrendo qualquer tipo de processo trabalhista e perdendo, pode não obter o mesmo resultado. Veja mais na entrevista com Antonio Carlos Palácios, Sócio do Grupo Palácios, contador e advogado.

Cálculos errados elevam riscos

Segundo Antonio Palácios, do Grupo Palácios, as empresas fazem contas erradas quando o assunto é terceirização de pessoal como pessoa jurídica, ou PJ. Palácios assinala que as empresas fazem apenas uma conta, aquilo que elas vão ganhar no curto prazo, economizando com os encargos trabalhistas. Mas para compreender melhor o problema, as empresas precisam calcular também os gastos que terão caso tenham que arcar com uma reclamação trabalhista. Muitas empresas deixam de fazer essa conta e correm o risco de fechar. Veja mais no vídeo.